Perder peso para melhorar a autoestima e ter saúde, portanto nesse blog tem tudo o que é relativo aos meus cuidados e interesses com a aparência e saúde.
Mostrando postagens com marcador Confissões. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Confissões. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 18 de junho de 2018

terça-feira, 5 de junho de 2018

Stuck In A Moment You Can't Get Out Of - U2

Minha música preferida do U2.

Em 1997, Michael Hutchence, vocalista da banda australiana INXS, se suicidou aos 37 anos de idade, enforcando-se com um cinto de couro preso à porta de seu quarto.
Bono, um dos amigos mais próximos de Michael, na época lamentou que não tivesse passado mais tempo com Hutchence. Na última vez em que se viram a esposa de Bono, Alison, comentou com ele que achou que Michael parecia um pouco instável. Bono ficou muito mal com a morte do amigo pois sempre se culpou por não ter percebido o que iria acontecer.
Ele então escreveu a letra da música "Stuck in a Moment You Can't Get Out Of", como uma conversa que ele gostaria de ter tido com seu amigo para evitar que ele tivesse cometido suicídio.
Eu não tenho medo de nada neste mundo
Não há nada que você possa me contar que eu já não tenha ouvido
Eu só estou tentando encontrar uma melodia decente
Uma música que eu posso cantar na minha própria companhia

Eu nunca pensei que você fosse tolo
Mas querido, olhe para você
Você tem que ficar de pé, carregar seu próprio peso
Essas lágrimas não vão levar a lugar nenhum, meu bem

Você tem que se recompor
Você ficou preso em um momento e agora você não consegue sair disso
Não diga que depois ficará bem, agora você está preso em um momento
e você não consegue sair disso

Eu não vou desistir, as cores que você traz
Mas as noites que você encheu de fogos de artifício
Eles te deixaram sem nada
Eu ainda estou encantado com a luz que você trouxe para mim
Eu ainda ouço através dos seus ouvidos, e através dos seus olhos eu posso ver

E você é tão tolo
Por se preocupar desse jeito
Eu sei que é difícil, e você nunca consegue o suficiente
Do que você realmente não precisa agora, meu oh meu

Você tem que se recompor
Você ficou preso em um momento e agora você não consegue sair disso
Oh amor, olhe para você agora
Você ficou preso em um momento e agora você não consegue sair disso

Eu estava inconsciente, meio adormecido
A água é morna até você descobrir o quanto está fundo
Eu não estava pulando pra mim foi uma queda
É um longo caminho até o nada

Você tem que se recompor
Você ficou preso em um momento e agora você não consegue sair disso
Não diga que depois ficará bem
Você ficou preso em um momento e agora você não consegue sair disso

E se a noite acabar
E se o dia não durar
E se o nosso caminho devesse vacilar
Ao longo do passe pedregoso

E se a noite acabar
E se o dia não durar
E se o seu caminho devesse vacilar
Ao longo do passe pedregoso
É só um momento
Desta vez vai passar

terça-feira, 29 de maio de 2018

Feriado prolongado

Feriado na quinta-feira, 
recesso na sexta, 
final de semana, 
e folgas na segunda e terça.
Que beleza! 
Yes!

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Policondrite Recidivante

Poli: vários, muitos, número indefinido e elevado.
Condrite: inflamação de uma cartilagem.
Recidivante: Característica da doença que recidiva, que acontece de forma recorrente ou repetitiva.

Primeira ocorrência: Agosto de 2016. Começou a doer a orelha (apenas uma - acho que foi a esquerda), e pensei que fosse picada de algum inseto, ou que tivesse machucado com o uso do capacete. A orelha inchou muito, ficou extremamente dolorida (latejava), vermelha e quente. Fui na farmácia, e comprei uma pomada antialérgica, que não fez efeito algum, claro. Fui ao médico (clínico geral) e ele pediu alguns exames, que detectaram uma inflamação, mas que não especificaram nada. O médico me mandou fazer compressas quentes. 

Segunda ocorrência: Algum tempo depois aconteceu o mesmo na outra orelha, e isso me fez pensar que o capacete estava machucando minhas orelhas.

Próximas ocorrências: Quando aconteceu novamente percebi que tinha algo errado, que sem dúvida não envolvia picada de insetos, alergias ou mau uso do capacete. Pesquisei na internet "doenças que afetam as orelhas", e encontrei alguns artigos sobre a Policondrite Recidivante, e a descrição da ocorrências nas orelhas era exatamente o que estava acontecendo comigo. Fui a uma médica reumatologista, que solicitou alguns exames (VHS, PCR entre outros), que novamente apontaram inflamação, mas sem conseguir um diagnóstico específico. Porém a médica deu a entender que meu caso era mesmo Policondrite Recidivante, mas não me passou um tratamento ou exames mais específicos. Também procurei um otorrino, mas não adiantou nada, sem diagnóstico preciso, sem tratamento!

terça-feira, 22 de maio de 2018

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Quando me amei de verdade

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!
trechos presentes no livro "When I loved myself enough"  de Kim & Alison McMillen

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Doação de Medula Óssea


Ontem fui doar sangue novamente e decidi me tornar doadora de medula óssea. A gente preenche um formulário onde consente em ter seus dados incluídos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), durante a doação de sangue, é coletado uma quantidade separada em um frasco (10 ml). Essa amostra de sangue será analisada por exame de histocompatibilidade, um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que vão ser cruzadas com os dados de pacientes que precisam de transplante, para determinar a compatibilidade. Quando houver um paciente com possível compatibilidade, você será consultado para decidir quanto à doação. Para seguir com o processo de doação, serão necessários outros exames para confirmar a compatibilidade e uma avaliação clínica de saúde.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Hoje: o dia mais importante das nossas vidas!

O que passou, passou, e não combina mais com a atual perspectiva! As portas estão abertas apenas para novidades que sejam maiores e melhores, pois aqui o teste de qualidade exige nível de excelência.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

domingo, 8 de abril de 2018

Cuidar de mim...

É o melhor a fazer agora.
Resgatar essa mulher maravilhosa que eu perdi no meio do caminho.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Saudade

de mim nessa época:
Foto tirada no final de Setembro de 2014. 
Ótima fase: peso, cabelos e pele estavam perfeitos!
Não dá pra voltar no tempo não? Só dessa vez...

terça-feira, 27 de março de 2018

Filtro Solar

Nunca deixem de usar o filtro solar. 
Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta: use filtro solar! Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão provados e comprovados pela ciência. Já o resto de meus conselhos não tem outra base confiável além de minha própria experiência errante. Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com vocês.
Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude. Ou, então, esquece... Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado. Mas pode crer que daqui a vinte anos você vai evocar as suas fotos, e perceber de um jeito que você nem desconfia hoje em dia, quantas, tantas, alternativas se escancaravam a sua frente. E como você realmente estava com tudo em cima, você não está gordo ou gorda...
Não se preocupe com o futuro. Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra.
As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada, e te pegam no ponto fraco às 4 da tarde de uma terça-feira modorrenta.
Todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.
Não seja leviano com o coração dos outros.
Não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja. Às vezes se está por cima, às vezes por baixo. A peleja é longa e, no fim, é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elogios que receber. Esqueça as ofensas. Se conseguir isso, me ensine. Guarde as antigas cartas de amor. Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida. As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam, aos vinte e dois o que queriam fazer da vida. Alguns dos quarentões mais interessantes que eu conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio. Seja cuidadoso com os joelhos. Você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não. Talvez tenha filhos, talvez não. Talvez se divorcie aos quarenta, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.
Faça o que fizer não se auto congratule demais, nem seja severo demais com você. As suas escolhas tem sempre metade das chances de dar certo. É assim para todo mundo.
Desfrute de seu corpo use-o de toda maneira que puder, mesmo. Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele, É o mais incrível instrumento que você jamais vai possuir.
Dance.
Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto. 
Leia as instruções mesmo que não vá segui-las depois. 
Não leia revistas de beleza, elas só vão fazer você se achar feio.

Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez. Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons. Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vida, porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que você conheceu quando jovem.
More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de endurecer. More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.
Viaje.
Aceite certas verdades inescapáveis: os preços vão subir, os políticos vão saracotear, você também vai envelhecer. e quando isso acontecer você vai fantasiar que quando era jovem os preços eram razoáveis, os políticos eram decentes, e as crianças respeitavam os mais velhos. Respeite os mais velhos. E não espere que ninguém segure a sua barra. Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada. Talvez você case com um bom partido, mas não esqueça que um dos dois de repente pode acabar. Não mexa demais nos cabelos se não quando você chegar aos 40 vai aparentar 85.
Cuidado com os conselhos que comprar, mas seja paciente com aqueles que os oferecem.
Conselho é uma forma de nostalgia. Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo, repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.
Mas, no filtro solar, acredite.

Muita gente conhece o discurso musicado “O Filtro Solar”, na voz de Pedro Bial, lançado no Brasil no último programa Fantástico de 2003, pela Rede Globo de televisão. Mas o que pouca gente sabe é que a origem desse texto remete ao jornal americano Chicago Tribune, em uma crônica de autoria da colunista Mary Schmich, publicada em 1º de junho de 1997 e originalmente entitulada “Advice, like youth, probably just wasted on the young” [Conselhos, assim como juventude, provavelmente desperdiçados pelos jovens].

A crônica dizia que dentro de todo adulto repousa um orador de formatura de graduação. E incentivava qualquer um com mais de 26 anos a escrever o seu discurso “Guia da Vida para Graduandos”, mesmo que nunca fosse convidado a falar. Seguia-se então a tentativa da própria autora.

O texto inocente acabou tendo grande repercussão e se espalhou pela Internet e pelo mundo. Gerou até boatos e confusões sobre sua origem. Ainda em 1997 ganhou uma versão musical na Austrália, graças ao diretor de cinema Baz Luhrmann, que estava preparando um álbum de coletânea com reinterpretações de músicas de seus filmes e produções de palco. Com as palavras da crônica lidas na voz do ator Lee Perry ao som de uma batida suave, o trabalho gerou a inspiradora trilha musical entitulada “Everybody's Free (To Wear Sunscreen)” [Todos São Livres (Para Usar Filtro Solar)] naquele álbum.

Em 1999, uma adaptação da faixa musical, editada de 7 para 5 minutos, se espalhou pelas rádios dos Estados Unidos e se tornou um grande sucesso. Em 2003, Pedro Bial gravou no Brasil a declamação de sua tradução deste texto para o português, tendo ao fundo a mesma música da trilha original.